top of page

Chuveiro Elétrico

Neste texto esclareço duvidas sobre o chuveiro elétrio, nele há um pouco de história e física, mostrarei como usar seu equipamento, com segurança, e o mais importante como tomar o seu banho tranquilamente, sem se preocupar em levar um choque, ou o seu chuveiro explodir bem na hora que está banhando, foi exatamente isso que aconteceu quando eu tinha doze anos, nessa época nem sonhava em ser eletricista, mas tarde eu soube porque isso aconteceu, e como prevenir esse incidente. Está explicado no final desse post.

O chuveiro elétrico foi patenteado por um brasileiro, O Engenheiro Francisco Canhos foi quem o patenteou no ano de 1927, porém desde o ano de 1897 já havia a água aquecida, e foi inventada por um pintor inglês, Benjamin Waddy Maughan, bem interessante esse fato, saber que um pintor foi quem deu início a invenção da água quente em que usamos hoje, vejo que a criatividade não tem limites. O seu grau de instrução ou sua área de atuação não é limitada.

Algo constante que se vê nas instalações residenciais, são problemas relacionados à fiação e disjuntor do chuveiro. Para não ter erros na instalação, faremos um cálculo básico, W / V = A, onde (W), potência em watts dividido por (V), que é a tensão em Volts, onde o resultado é (A), corrente elétrica dada em amperes. Mas veja bem, a amperagem e diretamente proporcional a voltagem, digo isso porque uma alteração na voltagem, altera a corrente elétrica, ou seja, quanto menor a voltagem, maior será a carga, por isso que temos máquinas de 380 v e 440 v, elas usam menos corrente para operar, consequentemente gastaremos menos, o certo e medir a voltagem, com um Voltímetro, e outra se tiver com a rede oscilando, não recomendo usar aparelhos de potência alta, pois a fiação não suporta esse aumento de carga repentino, e acaba derretendo, ou até causando incêndio em casos mais extremos.

O valor que usamos no dimensionamento de fios e disjuntores é a corrente elétrica, caso tenhamos um chuveiro de sete mil watts em uma rede de 220 volts, então teremos uma corrente elétrica de 31,8 Ampére. O disjuntor tem de ser de 32 A, e a fiação de 6 milímetros. Para que a instalação dure por mais tempo, temos que seguir algumas dicas.


* Usar sempre materiais de qualidade, o material que tem que ter o selo do INMETRO, seja ele o fio, disjuntor, fita, chuveiro ou veda rosca. A fita isolante de preferência de alta fusão, e se for usar um conector, use o Waggo 223. Se possível sempre use aterramento.


* Nunca ligue a rede elétrica, antes de ter ligado o registro do chuveiro, pois sua resistência, não irá resistir a isso.


* Sempre chame um profissional para instalar o seu chuveiro caso esteja com dúvidas, um profissional que saiba dimensionar os cabos corretamente, faça perguntas, e veja se ele realmente entende do assunto.


Dito isso chegamos na parte principal que é a sua segurança, então para não levar choques durante o banho, temos o DDR (Dispositivo Diferencial Residual), ele simplesmente não permite que a energia entre em contato com a água, ele desarma na hora, temos vários modelos no mercado, esse dispositivo e essencial em uma instalação elétrica padronizada, pois protege todos que podem entrar em contato direto com a energia. O DDR mais comum e o de 30 mA (miliampere), ou seja, ele desarma quando temos uma fuga de corrente de 30mA, evitando a morte por parada cardíaca, sendo que se uma corrente elétrica maior que essa passar pelo corpo humano, pode causar a morte.

Então voltando ao início, o motivo do chuveiro te explodido, foi uma descarga atmosférica, anos depois eu pude saber como evitar isso, e a solução está no DPS (Dispositivo Protetor de Surto), O DPS funciona com um varistor que não deixa a voltagem passar de 240 Volts, desviando ela para o aterramento, então ele protege todos os equipamentos em sua residência. Inclusive que ele explodam bem na sua frente. O Brasil é o país com maior incidência de raios no mundo, usar um DPS aqui no Brasil é obrigatório segundo as Normas Elétricas, porém nem todos têm uma condição financeira favorável para instalar.

Espero ter esclarecido um pouco de suas dúvidas neste post, em um ano acontecem em média quinhentos acidentes relacionados a choque elétrico no Brasil, sem contar os apartamentos que ficaram nas cinzas, por conta de um problema que poderia ser resolvido, eletricidade é algo, que ou você sabe muito, ou não sabe nada, lembre-se disso," Energia é Tudo".

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page